abril 30, 2010

E agora, FHC ??

Em 2009, durante um encontro entre os líderes americano e brasileiro, Barack Obama e Lula, repercutiu mundialmente a frase dita por Obama diante das câmeras e microfones. "Lula is the man!!" afirmou Obama, traduzido para o nosso popular "Lula é o cara!!". A época, o Brasil vinha em posição de destaque entre as grandes nações e orgãos econômicos mundiais devido à sua conduta diante da crise econômica que se instalou. A tal "marolinha" prevista por Lula e tão ironizada pelos seus opositores e pessimistas de plantão de fato não passou disso; o Brasil demorou para sentir os efeitos da crise, e não demorou para reagir e mostrar a sua força, resultado da política econômica imposta pelo governo Lula. Força esta que já vinha dando pequenas aparições para os mercados, como que avisado a todos da sua tão esperada "entrada triunfal" no cenário mundial. Triunfal e definitiva. O Brasil liderou em 2009 o grupo dos países emergentes, teve suas medidas copiadas por muitos outros países, e praticamente alavancou a nova ordem econômica mundial que está se formando. Não a toa, Lula tenha ganho tal classificação do homem mais poderoso do mundo.
E não só do elogio de OBama se encheu o ego de Lula e do Brasil. Os principais jornais da Espanha e França também deram sua parcela de contribuição à ascenção do presidente brasileiro no cenário internacional. El País e Le Monde elegeram Lula "o personagem do ano" em 2009. Influenciados por Obama, ou ratificando a fala do americano, os jornais europeus acabaram por consolidar a posição de Lula como um dos principais líderes mundiais.
Na berlinda e com receio de contestar o incontestável, a oposição silenciou diante do triunfo do "analfabeto", "retirante", "metalúrgico". Silêncio este em parte causado pela incapacidade de se falar enquanto cotovelos eram mordidos. Porém, como todos sabem, tarda mas não falha. Eis que, ressurgido no debate político pela alavanca de Serra, FHC resolveu falar. E falou. E transpareceu todo o sentimento da oposição diante do que sempre apostaram contra: o bem-suscedido governo brasileiro. Em entrevista ao programa Canal Livre da Rede Bandeirantes, FHC respondeu com ironia quando questionado sobre a fala de Obama a respeito de Lula. "Ora, OBama diz isso a todos. Só o Lula acreditou". Estamos falando então, segundo FHC, de um brincalhão e um inocente. Porém, o ex-presidente não foi capaz de citar um único líder além de Lula, para ao qual o presidente americano tenha se referido desta maneira. Mas como existe a cultura que ex-líderes tem a liberdade (e microfones sempre a postos) para falaram o que querem, a frase de FHC repercutiu.
Ontem, a revista americana Time divulgou, via impressa e online, a lista ds 100 líderes mais influentes do mundo.




Para surpresa de alguns, e confirmação de muitos, Lula aparece encabeçando a lista, como o líder mais influente do mundo. Após constar na lista em 2004 já com posição de destaque, conquistada pela vitória contra os EUA em uma batalha comercial na OMC, agora a revista apresenta a relação com o brasileiro na primeira posição. Em poucos meses, é a quarta vez que Lula tem sua liderança destacada pelos principais organismos de imprensa do mundo. Aqueles que durante quase uma década colocaram o Brasil em destaque mundial pela dependência do FMI e pelos alta pontuação no risco de investimento no país, terão agora os cotovelos arrancados em mordidas raivosas.
Mas todo país tem um ex-presidente. E já diria o nosso: "A Time diz isso a todos. Só o Brasil está dando valor".

2 comentários:

thebruna disse...

Contra fatos não há argumentos, e todo esse destaque na midia não é em vão, pq duvido que a times tenha o mesmo nível que a ralé da veja ....
enqt a posição estampa a capa da veja, o lula esta no times, le monde ... coisa que antes só aconteceu com os brasileiros, quando a Gisele ganha como modelo mais influente ....
E qnd isso aconteceu com o FHC??

:**

Daniel disse...

Eles preferem morrer que assumir que Lula fez um bom trabalho...

Postar um comentário